Auto Conhecimento – Parte II

Auto Conhecimento – Parte II

Vamos abordar um assunto muito importante que é a auto sabotagem.

Quantas vezes não culpamos atacantes por errar gols feitos, goleiros por seus frangos esporádicos ou até mesmo culpamos a má sorte, claro que isso pode acontecer, e irá acontecer, no entanto muitas vezes nos descontrolamos com isso levando a tomar decisões que piore ainda mais a situação.

Quantas vezes não fizemos uma entrada correta e por algum motivo como os citados acima não nos perdemos e começamos a tomar decisões que nos levaram a um red ainda maior?

O cérebro tem uma função que é te defender de algo ruim, é como se ele te dissesse: “Ei amigão, você está perdendo o dinheiro que não pode, precisamos entrar em algum mercado para recuperar isso o mais rápido possível. ”

Isso é uma emoção que te leva a um sentimento muito ruim que é o de desespero, você precisa entender que esse gatilho estará lá sempre, e somente com muito empenho, concentração e dedicação conseguirá sair do que nós chamamos de auto sabotagem.

A auto sabotagem é algo que pode até de forma inconsciente estar muito mais presente na sua vida do que possa imaginar. No início da minha história como trader me apeguei muito ao mercado de over, ali eu buscava todas as informações que achava ser interessante para meu crescimento, infelizmente os materiais eram poucos e fui tentando me desenvolver sozinho, fui tentando buscar um norte pois quando eu assistia um jogo e via a possibilidade de gols, um sentimento muito bom tomava conta de mim, sentia que ia ganhar dinheiro, sentia que estava fazendo o certo, é como diz Max Gunther no livro Axiomas de Zurique no sétimo grande axioma, a intuição:

Um palpite é parte de uma sensação. É um misterioso pedacinho de alguma coisa que não chega a ser conhecimento.

No entanto, como tudo no trading as estratégias demoram para maturar, precisa de uma amostragem grande, de ajustes e no meio de todo esse processo eu ia buscando na internet o que poderia me ajudar a crescer ainda mais rápido.

O grande problema é que só existia lá em 2016 materiais relacionados ao under

Via alguns vídeos e por ter pessoas já teoricamente ganhando dinheiro com aquilo me sentia na obrigação de também fazer, e aquilo me trazia um sentimento ruim, pois minha interpretação era, se não tem material de over é porque deve ser algo impossível de se rentabilizar no longo prazo, e se, temos materiais de under é porque deve ser algo que com “certeza” dará lucro.

Pois bem, ficava horas e horas testando minhas técnicas de over com 4 dólares e quando ia tentar trabalhar o que supostamente havia aprendido no under, colocava 10 vezes mais, pois tinha o sentimento ruim ganhando centavos bem lentamente.

O resultado disso foi por vários meses resultados ruins, um sentimento de que talvez jamais daria certo, e esse sentimento de tentar seguir a onda me fazia cada vez pior,

claramente eu me auto sabotava

trabalhava feito um doido para tentar encontrar um método que me faria estar bem comigo mesmo e ganhar dinheiro no mercado que gostava, no entanto rasgava dólares e mais dólares em estratégias de outras pessoas que supostamente eram lucrativas por não entender uma regra básica do nosso mercado:

Não há mercado que não se possa ganhar dinheiro no trading, porém, é necessário métodos pessoais para se chegar ao sucesso.

Isso mesmo, pessoais, o trading é pessoal, seu método é pessoal e eu pela ignorância de iniciante me achava pior que os outros e me sabotava rasgando minha gestão tentando ser alguém que eu jamais seria, isso é auto sabotagem.

Minha reação então após essa descoberta era de não me basear somente nos trabalhos alheios, mas sim usá-los para melhorar os meus, se alguém é bom no under eu precisava achar uma forma de ser melhor no over, e isso só foi possível me autoconhecendo, identificando os sentimentos, pensando, tirando um tempo para analisar e aí sim poder tomar decisões que me levariam o crescimento.

 Não foi fácil para mim e nem será para você

Certamente se parar para pensar agora por alguns minutos verá que por muitas vezes se auto sabotou. Agora se conseguiu encontrar esses padrões de auto sabotagem está na hora de partir para o trabalho e usar isso para crescer.

O sucesso não está em quem não se auto sabota, o sucesso está em quem sabe que podemos fazer isso as vezes, identificar o mais rápido possível e ter um plano de ação para modificar o caminho.

Pin It on Pinterest