Auto Conhecimento – Parte III

Auto Conhecimento – Parte III

Precisamos entender que vários fatores externos irão te testar durante uma operação e acabar com sua concentração.

Algo no próprio jogo, um pênalti perdido que você estava dentro, uma série de reds, a famosa bad run, algo que pode ter acontecido com você algumas horas antes, como por exemplo, uma discussão no trânsito, um bate-boca com algum familiar no whatsapp ou simplesmente, mas não menos importante, não ter descansado o necessário para estar na sua melhor aptidão.

Tudo isso gerará algum comportamento, algum sentimento que não irá embora da sua mente instantaneamente e será muito importante você saber como reagir a cada uma dessas situações. Bato nessa tecla de pensar porque é fundamental.

Com o tempo temos a pré-disposição de que em qualquer trabalho tudo se torne automático, no trading não é diferente, e será automático na parte exata do negócio, nos padrões que você estabeleceu para usar algum método e entrar no mercado, no entanto:

Jamais será automático o seu momento de decisão, pois ele está totalmente ligado a sua emoção, ao que está sentindo naquele exato momento e quais sentimentos ainda estão presentes de momentos anteriores.

Não importa quão feliz seja a sua vida ou então quão merda tenha sido seu dia, você sempre terá que tentar se blindar no momento que sentou na frente do computador para trabalhar, aquele momento de iniciar os programas devem ser momentos de limpar a mente e estar novo em folha para mais uma batalha emocional que terá nas horas seguintes, mas eu te pergunto:

Você se conhece realmente a ponto de saber que algo que passou a algumas horas, ou a alguns minutos, pode te afetar no trading?

No meu caso, tenho quase que um ritual, essa foi a forma que encontrei para tentar me blindar do que passou nas horas anteriores a começar os trabalhos, como já disse tenho uma casa agitada, e sou muito grato por isso, no entanto se eu começar a trabalhar sem tirar alguns minutos revisando exatamente quais são meus métodos, quais são os jogos que podem ser ideias para eu trabalhar, eu não consigo começar 100% focado no que preciso fazer.

Essa foi a forma encontrada por mim para começar os jogos zerado, zerado de informações na cabeça, totalmente focado no que poderia estar por vir.

Se eu não fizer isso, simplesmente entro sem concentração e perco muitas chances.

Como sei disso? Porque não fazia assim, já estava no automático e quando parei para analisar via que o que faltava era concentração, mas já digo, não é fácil achar esses parâmetros, precisa de tempo e muita paciência.

No meu caso só conseguia me concentrar quando estava 100% focado nas minhas estratégias, e estando focado nelas tudo que havia acontecido antes já não me incomodava, quando algum pensamento me vinha a cabeça, já logo ativava o gatilho da estratégia e tudo voltava a paz para eu poder desempenhar o que havia me pré-disposto, mas só um detalhe, isso jamais será 100% das vezes, por muitas vezes o que aconteceu era tão forte na minha cabeça que nem eu tentando burlar esse pensamento com as estratégias eu conseguia focar e me concentrar, e aí, me conhecendo sei que a única alternativa era desligar tudo e tentar novamente daqui algumas horas ou até no dia seguinte.

Nós não temos controle sobre tudo o que acontece conosco, nem do que poderá acontecer, porém a única coisa que podemos controlar são nossas reações a tudo a nossa volta.

Só você saberá o que te afeta e o que é preciso para voltar a concentração e tirar o melhor daquele momento, nosso trabalho é tomar decisões e somente se auto conhecendo conseguirá tirar o melhor de si, não tenho nenhuma dúvida que somente quem se atenta nesses pontos fundamentais do comportamento serão melhores no longo prazo. No livro muito conhecido A arte da Guerra, tem uma frase que é sensacional para nosso meio, Sun Tzu diz:

Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas…

Essa é uma grande lição, o mercado está aí para ser estudado, mas jamais esqueça da outra parte do trabalho, estude a si mesmo, se conheça, saiba o que te afeta no mercado, e o mais importante saiba identificar e saber o que fazer em cada situação.

Não senhores, o trading não é fácil, não é simples, não é rápido e não é para qualquer pessoa, assim como qualquer profissão.

Sabendo disso se desenvolva, busque conhecimento, o resultado sempre virá se o conhecimento vier como prioridade.

 

Pin It on Pinterest